Doar é Vida

doar é vida

O projeto Doar é Vida tinha o objetivo de informar e conscientizar as crianças sobre a importância da doação de órgãos. Ao todo, Doar é Vida percorreu os estados de Espírito Santos, São Paulo e Rio Grande do Sul. Beneficiou cerca de 4,8 mil pessoas.

 

livrinho

A história do livro  infantil “A Tartaruguinha Que Perdeu o Casco”, que deu origem à peça de mesmo nome, conta sobre uma tartaruga que quebra o casco e fica desprotegida. Os animais da floresta tentam ajudar, com os espinhos do ouriço ou os pelos do mico leão, por exemplo. Mas é só quando um casal de tartarugas doa o casco da filhotinha que foi morar no céu, que a tartaruguinha consegue se adaptar e voltar a vida normal.

 

 

 

beneficiados diretos

Atores: 04 pessoas;

Diretor: 01 pessoa;

Etapa de produção: 04 pessoas;

Coordenação geral: 01 pessoa;

Total: 10.

 

beneficiados indiretos

Público: 4,8 mil pessoas;

Agências de publicidade;

Gráficas;

Agências de captação de recursos;

Aluguel de veículos;

Hotéis;

Restaurantes;

Comércio local, para compra de materiais para confecção do cenário;

Apresentação Theatro São Pedro: mobilizou aproximadamente 30 pessoas.

 

O projeto Doar é Vida foi aprovado no dia 11/05/2017 conforme a portaria nº 0348/17, de 07/06/2017. A partir da aprovação, iniciou-se a captação de recursos.

Posteriormente os artistas e fornecedores foram contatados para início dos ensaios, desenho e confecção dos figurinos. Concomitantemente, a produção iniciou o contato com os locais de realização para que o projeto iniciasse a execução.

Foram 23 apresentações, que percorreram os estados de Espírito Santos, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Os espetáculos foram para alunos de escolas públicas. A temática, doação de órgãos, motivou o assunto entre os estudantes, favorecendo a discussão em sala de aula.

Uma das apresentações ocorreu no Theatro São Pedro, em Porto Alegre/RS. Esta etapa teve a participação de crianças, adolescentes e adultos, que estão na fila de transplantes. A abordagem do assunto foi vista como “despertar consciente”, pois abordou um tema muito importante socialmente.

Em cada apresentação, houve a distribuição do livrinho “A Tartaruguinha que perdeu o casco”. Ao todo, 3.000 exemplares foram distribuídos.

 

 

Porto Alegre/RS – 2019

Apresentações: 03

Público total: 915

 

patrocinador destas etapas

 

 

apresentações

Theatro São Pedro, Porto Alegre/RS | Data: 02/12/19, às 15 horas

 

publicações

Reportagem do Jornal Panorama | Emissora TVE – 03/12/2019

 

Reportagem no Jornal da Pampa | Emissora TV Pampa

 

Reportagem na rede Rio Grande Record, no dia 04/12/2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Matéria no jornal Correio do Povo, no dia 03/12/2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicação no jornal Zero Hora

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EMEF José Mariano Beck, Porto Alegre/RS | 17/10/19, às 10h30min e às 14h30min

 

Campinas/SP – 2019
Apresentações: 10
Escolas: 5
Público total: 1600

 

patrocinador destas etapas

 

 

apresentações

As apresentações ocorreram de 24 a 26 de junho de 2019, em escolas municipais, na seguinte ordem: EMEF/EJA Padre Domingos Zatti (2 apresentações), EMEF Padre Avelino Canazza (1 apresentação), EMEF/EJA General Humberto de Sousa Mello (2 apresentações), EMEF/EJA Padre José Narciso Vieira Ehrenberg (1 apresentação) e EMEF Professor Vicente Rao (4 apresentações).

 

Espírito Santo – 2018
Apresentações: 10
Cariacica — 24/09 – público: 260
Vila Velha — 25/09 – público: 300
Serra — 26/09 – público: 900
Vitória — 27/09 – público: 400
Viana — 28/09 – público: 390

 

patrocinador destas etapas

 

apresentações

As apresentações ocorreram de 24 a 28 de setembro de 2018, em escolas municipais, na seguinte ordem: Centro Cultural Civitella, em Cariacica/ES, para a EMEF Alice Coutinho Santos (02 apresentações); Auditório AWS, Vila Velha/ES, para a escola UMEF Prof. Paulo César Vinha (02 apresentações); EMEF Leonel de Moura Brizola, Serra/ES (02 apresentações); EMEF Heloísa Abreu Judice de Mattos, Vitória/ES (02 apresentações); Auditório do Parque Rota das Garças, Viana/ES, para a EMEF Alvimar Silva (02 apresentações).

 

publicações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos os locais onde ocorreram as apresentações tinham acessibilidade, ou seja, apresentavam rampas de acesso, locais amplos e que facilitavam a mobilidade.

Na apresentação em Porto Alegre, Theatro São Pedro, contratou-se o serviço de intérprete de libras, visto que, a escola EMEF de Surdos Bilingue Salomão Watnick estava presente.

 

Todas as apresentações foram gratuitas.

A apresentação realizada no Theatro São Pedro, teve a participação das escolas EMEF Prof. Larry José Ribeiro Alves, EMEF Gabriel Obino, EMEF Morro da Cruz, EMEF Lucena Borges, EMEF João Antônio Satte, EMEF de Surdos Bilingue Salomão Watnick.

Além das escolas, estavam presentes crianças que estão incluídas na fila de transplante e crianças atendidas pela Coordenadoria da Infância e Juventude do TJRS.

 

Para a confecção dos figurinos e cenários da peça, foram utilizados materiais reutilizáveis e, preferencialmente, biodegradáveis.

Administrador Copyright - Todos os direitos reservados Desenvolvido por A2